.NET em Ceres-GO

Obs.: Postado em 28/05/2006

No dia 23 de maio (terça-feira) viajei para Ceres, cidade do interior de Goiás a 250km de Goiânia. O motorista da UEG foi me buscar no trabalho às 16:00 e peguei a estrada para palestrar na Semana Acadêmica do curso de Sistema de Informação da UEG de Ceres.

Fiz duas palestras nesse dia. Primeiramente falando da arquitetura .NET, para entender o que é o .NET Framework, como as aplicações trabalham, o que se pode fazer, como se desenvolve, o que precisa saber e se fazer para aprender e além de ver uma demo de uma aplicação ao vivo! 🙂

A segunda palestra foi sobre mobilidade, especificamente falando de Aplicações Móveis com .NET. Um assunto que desperta interesse e curiosidade. Também foi falado de toda forma de atuação, desenvolvimento, utilização, conexão, recepção e uma demo para comprovar a autenticidade da apresentação. Apesar de ter falado bastante de desenvolvimento o pessoal se interessou mais em saber algumas peculiaridades do Pocket PC e do Windows Mobile, tais como conecta-se na internet, como sincronizo os dados, etc.

O Álvaro do TechGoiânia/Culminis também esteve lá no dia anterior e fez a apresentação do Windows Vista com direito à demo do aero.

Depois disso, voltei para Goiânia após a palestra.
Cheguei em casa às 01:00am.

Um fato me chamou a atenção nesse evento.
Eu cheguei um pouco cedo e enquanto eu aguardava os organizadores do evento, um aluno sentou logo na minha frente e começou a conversar comigo fazendo algumas perguntas. Numa dessas perguntas ele me falou que a oportunidade para aprender e se destacar no mercado era difícil e complicado para ele por estar no interior onde a tecnologia não é tão avançada e não há mercado para tal. Entendi como um desabafo. Retruquei-o dizendo que não era bem assim. A localidade não intefere muito no aprendizado quando falamos de Informática. Existe a internet; existe os grupos de usuários; existem os fóruns e listas de discussão; existe o MSN, Skype, e-mail; existem os artigos, revistas e publicações. Já vi várias pessoas se destacar e se dar bem profissionalmente e que eram de cidades do interior. Então vejo que isso depende mais da vontade e atitude da própria pessoa do que dos "problemas" que o rodeiam.

Até a próxima!

Rodrigo Kono
Microsoft Student Ambassador
DevGoiânia .NET User Group Leader
INETA Brasil – Comitê de Relacionamentos