Multiplataforma e código aberto na Microsoft? Entenda e tire proveitos

É isso mesmo que você leu e eu não estou louco. Mas se eu tivesse escrito isto há alguns anos atrás sim, eu poderia estar louco. Nesses últimos 2 anos tivemos a mudança de um novo CEO, Satya Nadella, que de fato está inovando bastante e trazendo uma visão jamais vista antes.

Eu não sei por onde começo. Mas se você é um cara antenado, provavelmente já deve ter lido em algum blog (como o do Scott Hanselman) ou assistido os keynotes do Connect(); que uma das palavras mais falada na Microsoft nesses últimos meses foram Cross-platform e Open Source.

Só pra vocês terem uma ideia, o código do .NET está no GitHub (http://github.com/dotnet), além do código que já havia sido aberto. Agora você pode acompanhar todas as novas implementações ou sugerir algo via pull request. Irei falar disso tudo mais abaixo.

Para visualizarmos toda essa nova fase da Microsoft para o mercado eu separei em pequenos tópicos abaixo:

Mercado de consumer

Mobile marketAplicações como Office Mobile, OneDrive, Outlook.com, OneNote, Lync, Skype e outros já estão disponíveis em Android, iOS, assim como no Windows/Windows Phone também. Um fato é que a Microsoft, agora, está onde seus usuários estão. Se você usa Android ou iPhone, sim você poderá usar o OneDrive, falar no Skype ou por exemplo usar o word para editar seus documentos.

Você também pode ter tudo isso na plataforma web caso você tenha um e-mail @outlook ou @hotmail. Aposente o seu pen drive, você não precisa carregar esses arquivos no seu bolso.

Microsoft Azure

Microsoft AzureA plataforma de nuvem da Microsoft possui uma série de serviços de computação, armazenamento de dados, rede entre outras que ajudam a turbinar as aplicações e ao mesmo tempo economizar dinheiro, justamente porque você vai pagar somente pelo que usar. E nesse ambiente em nuvem se formos criar uma Virtual Machine vamos nos deparar com a opções de SO como Ubuntu, CentOS, Suse, etc.

Criando uma VM no Azure

Isto ocorre também quando se cria um novo site no Azure e nos deparamos com Web Apps não-Microsoft como o famoso “Apache TomCat”.

Azure Apps

Com o Azure você pode ter vários ambientes para testar e rodar suas aplicações e pagar apenas pelo o que usar.

Windows Server e Docker

DockerDocker é um aplataforma aberta para desenvolvedores e administradores de sistemas que ajuda a construir, entregar e executar aplicações distribuídas. Se você não conhece, assista o vídeo que o Giovanni Bassi fez a respeito.

O motor do Docker é Linux e para rodar no Windows você precisa de criar uma VM Linux (pode ser no Azure). Mas isto não vai ser mais preciso, pois no mês de outubro deste ano a Microsoft anunciou uma parceria com Docker para dar suporte nativo na futura versão do Windows Server.

Visual Studio 2015

VS 2015Aqui existem muita novidade. Mas vamos nos atentar para as duas grandes novidades.

 

#1 – Agora você pode usar o Visual Studio 2015 para criar aplicativos para as plataforms iOS e Android.

  • Visual Studio Tools for Apache Cordova: poder criar aplicativos multi plataforms utilizando HTML, CSS e JS. Isto vale a pena demais. Dê uma olhada no Cordova e leia mais clicando aqui.
  • Debugging: debugar apps Android e iOS.
  • Visual Studio Emulator para Android: um novo emulador, leia mais.
  • Xamarin: parceria forte para incluir na versão gratuita do VS o Xamarin Starter Edition e ai sim criar aplicativos para iPhone, iPad, Android utilizando C#. #notbad

#2Visual Studio 2015 Community Edition. Ou seja, um VS na versão FREE.

Esta edição é semelhante à edição Professional anterior, e agora é livre para os desenvolvedores independentes. (As empresas devem ainda licenciar Visual Studio para uso comercial). Esta é uma edição muito mais útil do que as edições anteriores Express: você pode construir web sites, aplicações móveis e aplicações do Windows, todos com a mesma edição. Você não está limitado a apenas um estilo de aplicação. Além disso, esta nova edição Community suporta plug-ins e extensões.

Git

GitPor vários anos a Microsoft forneceu um sistema de controle de versão próprio, que atualmente é representada pelo Team Foundation Server e Visual Studio Online. Cerca de dois anos atrás, a Microsoft anunciou que iria começar a oferecer repositórios baseados em Git. E assim está!

Visual Studio Online

VS OnlineDe forma geral são os recursos do Team Foundation Server (TFS) mais os serviços de nuvem para gerenciar projetos de desenvolvimento.
Vendo que o TFS é executado somente em Windows, o Visual Studio Online podem atender clientes que executam qualquer sistema operacional.

Por exemplo, se você desenvolve uma aplicação para Linux e usa o Eclipse para criar aplicações Java, você pode usar o Visual Studio Online para a controle de versão (usando Git, por exemplo), acompanhamento atividades e itens de trabalho (Scrum), automatização de builds e muito mais. E a boa notícia é que para até os cinco primeiros usuários o uso é grátis!

Application Insights

Application InsightsÉ uma ferramenta da Microsoft para detectar e resolver problemas para ajudar a melhorar continuamente suas aplicações. Basicamente te dá uma visão de como sua aplicação está se comportando e como ela está sendo utilizada pelos usuários. Atualmente suportando aplicações ASP.NET, serviços WCF, Windows Phone e Windows Store apps.

E o que isso tem a ver com o desenvolvimento multi-plataforma? Bom, na semana passada a Microsoft anunciou a compra da HockeyApp que vai dar o suporte de mobile apps para o Application Insights, tais como Android, iOS, Linux, Java, Azure, Windows Phone e outros dispositivos do Windows.

.NET Core

.NET FoundationTambém no evento Connect();, a Microsoft anunciou de fato a entrega do .NET Core como o open source, ou seja o núcleo do .NET agora tem o código aberto.

E o que isto significa? Bom, se você quer criar um website usando ASP.NET você já pode usar Mac ou Linux ou Windows. Codificar dentro do Sublime, por exemplo usando o Omnisharp.

É claro que isto atinge muitas outras tecnologias da plataforma .NET, como o novo compilador do C# (Roslyn) e outros que você pode ver a lista completa no site do projeto .NET Foundation, já citado aqui em outro post.


O futuro do ecossistema .NET ficará mais forte e vai crescer ainda mais. Novos desenvolvedores virão para a plataforma, novos projetos serão aderidos e para quem já trabalha com .NET vocês conseguem imaginar o quanto de boas oportunidades vem por ai?

A Microsoft tem mudado bastante nesses últimos anos e estas novidades irá trazer bons efeitos. Agora tire um tempo e vai se divertir com isto tudo.

Existem outras iniciativas que sou incapaz de citar aqui, fique a vontade para completar nos comentários.

Bem vindo à nova era.
Falow.. Valeu!  #dotnetcrossplaform

O Update 2 do VS2013 trouxe melhorias para o desempenho, performance e diagnóstico da sua aplicação!

Um dos recursos novos no Visual Studio 2013 é a capacidade de analisar problemas de gerenciamento de memória. E nesse quesito o update 2 traz um benefício que gostei muito e vai ajudar muita gente.

.NET Memory Analysis
Imagine aquela aplicação que você desenvolveu com tanto esforço e dedicação, você testa e testa em desenvolvimento e confirma que está tudo lindo e maravilhoso, porém ao entrar em produção ela resolve ficar lenta… Para depurar e achar onde está o ponto crítico pode lhe tirar uns dias de sono. Conhece este cenário?

Pois bem,  a capacidade de análise aumentou. Agora ao invés de ver uma lista de objetos e suas alocações de memória, agora podemos clicar em uma instância e inspecionar o objeto por inteiro, podendo chegar aos dados puros e saber algo como entrada duplicada, tamanho excessivo de bytes do objeto/funcionalidade.

Através da analise do performance monitor e com a ajuda do ProcDump do IIS, é possivel coletar as análises de memória do ambiente de produção conforme o seu cenário e levar isto para depuração no Visual Studio 2013.

7230.image_thumb_68CF5B07 4812.image_thumb_48481B55

Com base nas coletas é possível fazer um diff ver qual objeto está aumentando de tamanho e encontrar o vazamento de memória. O que faz você chegar diretamente ao ponto, seja um laço de repetição, um serviço instanciado no lugar errado ou até mesmo uma consulta de banco.

0118.image_thumb_6C268B61

Você também consegue fazer esta análise para os Web Sites do Azure em produção!

Esta funcionalidade de depuração de memória está disponível apenas para a versão Ultimate do VS2013 e para aplicações que usam .NET 4.5 ou superior.

Você pode saber mais sobre isto no post que o time de Visual Studio fez.

Analise de desempenho e diagnóstico para UI HTML.

O desenvolvimento de apps para o Windows 8 utilizando HTML5 e JS agora conta com uma ferramenta de depuração de uso de memória, navegação, carga, manipulação de DOM, etc semelhante ao que já temos no F12 do IE11 que veio no update do Windows 8.1.

0447.clip_image006_4625B0E9

Isto é uma mão na roda!
Show show… Smiley de boca aberta

Visual Studio 2012 Launch – Goiânia

No dia 12 de setembro foi lançado oficialmente o Visual Studio 2012. O evento oficial foi realizado pela Microsoft Corp e transmitido via web. Os videos do keynote estão gravados e você pode assisti-los em http://www.visualstudiolaunch.com.

banner_vs2012

Em Goiânia realizamos o lançamento trazendo um pouco das melhores novidades baseada no perfil do nosso mercado. Evento que foi super apoiado pelo Rodrigo Orzari da Microsoft, pelo Governo do Estado de Goiás (que ofereceu o espaço para realizar o evento) e pela Allen (que patrocinou o evento). Graças a todos eles foi possível toda a realização.

No Brasil, além Goiânia, as cidades de Fortaleza, Curitiba e São Paulo participaram da festa.

Rodrigo Fernandes - Microsoft Gustavo Pina - SEGPLAN Rodrigo Kono (O novo Visual Studio 2012)
Na esquerda Rodrigo Fernandes da Microsoft apresentou a visão da Microsoft para o FY13. Ao meio, o Superintendente de Tecnologia da Informação da SEGPLAN, Gustavo Pina, falou da importância de atividades e eventos como este para o setor de tecnologia local. Na direita, eu, iniciando a palestra de novidades do Visual Studio 2012.

Visual Studio 2012 Launch - Goiânia Rodrigo Kono em entrevista para a TV Brasil Central Rodrigo Kono em entrevista para a TV Brasil Central
Público formado somente por profissionais, que durante três horas ficou antenado nas informações. Ainda ocorreram três reportagens do evento na TV, na Rádio Brasil Central (local) e no site da SEGPLAN.

Rafael Camargo (Novidades do Visual Studio Team Foundation Server 2012) Luís Furtado (ASP.NET Web API) Marcelo Paiva - DevGoiás.NET
Tivemos outras duas ótimas palestras. Na direita, Rafael Camargo apresentando o controle do ciclo de desenvolvimento de software com o TFS2012. Ao meio, Luis Furtado apresentando o ASP.NET Web API e na direita o Marcelo Paiva apoiando o evento no backstage.

O slide da minha palestra está abaixo. Porém eu irei gravar esta palestra em vídeo nesta próxima semana, pois creio que as demos irão ajudar bastante todos vocês.

Por mais que seja difícil e complicado arrumar tempo, disposição e força para realizar um evento gratuito como este, sempre, sempre tenho bons feedbacks e ótimos frutos. É o que me motiva.
Abraço!

Ganhe um Visual Studio 2008 Professional lacrado, na caixa novinho novinho

image

Essa você não pode perder! Ganhe um Visual Studio 2008 Professional igualzinho esse da foto ao lado. Novinho novinho e na caixa!

Para participar basta você ser cadastrado no DevGoiás.NET (www.devgoias.net) e contribuir com artigos, dicas ou respondendo perguntas no Fórum. Cada uma dessas contribuições tem um peso:

                  • Artigo + Video = 16 pontos
                  • Artigo = 12 pontos
                  • Dica = 8 pontos
                  • Forum = 3 pontos
                  • Post no twitter com a hash tag #devgoias: 1 ponto (Não vale RT)

Quem fizer mais pontos leva, não é sorteio. Publicou, levou!

No twitter utilize a hash tag #DEVGOIASPROMO para que você seja identificado.

A promoção será encerrada no dia 20 de dezembro às 23:00. O resultado será divulgado no dia 21 de dezembro.

Aproveite essa chance e garanta o seu presente de natal!

NOTA:

  1. Os vídeos deverão ser publicados no youtube com a hash tag #devgoias.
  2. Os administradores e membros do conselho do grupo não podem participar desta promoção.
  3. Para dúvidas e outras informações envie um e-mail para contato@devgoias.net